Tiroteio entre Exército e supostos extremistas na capital de Burkina Faso

Ouagadougou, Burkina Faso, 14 Ago 2017 (AFP) - O exército de Burkina Faso lançou neste domingo um ataque contra supostos extremistas que atacaram um restaurante na capital do país. O incidente deixou pelo menos dois feridos, um deles estrangeiro, segundo constatou a AFP.

O restaurante Istambul, situado próximo a um café atacado por um braço da Al-Qaeda em 2016, foi "atacado por supostos extremistas" declarou à AFP um garçom do estabelecimento.

Dois feridos foram socorridos, mas que o tiroteio continuou.

"Três homens chegaram em um 4X4 às 21H30 horas (horário local), saíram do veículo e abriram fogo contra os clientes sentados no terraço" deste café frequentado por muitos estrangeiros, contou o garçom.

A polícia evacuou os civis antes da chegada do Exército, que iniciou imediatamente um ataque. Os tiros muito intensos no começo se tornaram mais esporádicos, segundo o correspondente da AFP.

Em janeiro de 2016 o país sofreu um violento ataque contra um hotel e um café da capital que deixou 30 mortos. A Al-Qaeda no Magreb Islâmico (AQMI) reivindicou o ataque, que atribuiu a seu grupo Al Murabitun.

ab-eak/plh/an/cc

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos