PUBLICIDADE
Topo

Internacional

ONU pede que Sudão do Sul não dificulte operações de paz

24/08/2017 21h56

Nações Unidas, Estados Unidos, 25 Ago 2017 (AFP) - O Conselho de Segurança da ONU pediu nesta quinta-feira ao governo do Sudão do Sul para "cessar as obstruções" às operações da missão de manutenção da paz e exortou todos os lados a encerrar o confronto.

O enviado do Egito ao órgão mundial, Amr Abdellatif Aboulatta, que atualmente detém a presidência rotativa do conselho, disse a jornalistas que os membros do Conselho também pediram a todas as partes no conflito que parem com as "operações ofensivas".

Os membros do Conselho de Segurança condenaram os recentes combates em Pagak, "uma grande fortaleza rebelde, disse o diplomata egípcio.

"Eles exigiram que o governo cessasse as obstruções à Minuss (sigla da Missão da ONU no Sudão do Sul em inglês) e a implantação de sua Força de Proteção Regional, e observou que a recente suspensão das autorizações de voo afetou as operações da Minuss", disse ele.

"Os membros do Conselho de Segurança lembraram todas as partes que a obstrução das atividades de manutenção da paz internacional pode ser sujeita a sanções" nos termos das resoluções da ONU, acrescentou.

A Minuss tem mais de 13 mil pessoas, incluindo forças da paz, policiais e civis.

Durante a sua reunião, os 15 membros do conselho também expressaram "profunda preocupação com o aumento contínuo dos incidentes de acesso humanitário" e exigiram que todas as partes no conflito deixassem de impedir a ajuda.

A guerra civil do Sudão do Sul eclodiu em dezembro de 2013, apenas dois anos depois de ter obtido a independência do Sudão.

Internacional