PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Rússia desloca dois submarinos para Mediterrâneo

28/08/2017 11h57

Moscou, 28 Ago 2017 (AFP) - A Rússia anunciou nesta segunda-feira (28) o envio de dois novos submarinos de ataque para o Mediterrâneo, área para onde se voltou com força nos últimos anos e onde conta com uma base naval em Tartus, no noroeste da Síria.

Os submarinos "Kolpino" e "Veliki Nvogorod" "chegaram ao Mediterrâneo", informou em nota a frota russa do mar Negro, da qual os submergíveis fazem parte.

Esses submarinos a propulsão com combustível a diesel entraram em serviço em 2016 e se unem ao "grupo permanente da frota russa no Mediterrâneo", diz o comunicado.

Desde o início de sua intervenção militar na Síria, o Exército russo enviou submarinos, navios de guerra e, durante alguns meses, seu único porta-aviões no Mediterrâneo, além de dezenas de aviões de ataque e bombardeiros que operam da base aérea de Hmeimim, no bastião alauíta do presidente sírio, Bashar al-Assad, perto de Latákia.

No final de dezembro, o presidente russo, Vladimir Putin, determinou o aumento das instalações portuárias militares russas em Tartus, que se transformariam em uma base naval russa permanente.

Um acordo firmado em janeiro por Moscou e Damasco prevê que até 11 navios militares, incluindo os de propulsão nuclear, possam ser enviados para Tartus, segundo o Ministério russo da Defesa.

Os navios russos enviados para a costa da Síria estão cobertos pelos sistemas de mísseis S-400 e S-300 e pelos sistemas de defesa costeira "Bastião", situados em solo sírio.

De acordo com números oficiais de 2016, há cerca de 4.300 militares russos estacionados na Síria.

Internacional