PUBLICIDADE
Topo

Internacional

ONU denuncia críticas de Trump contra a imprensa

30/08/2017 10h15

Genebra, 30 Ago 2017 (AFP) - O Alto Comissário da ONU para os Direitos Humanos afirmou nesta quarta-feira que os incessantes ataques do presidente americano Donald Trump contra os meios de comunicação podem incitar à violência contra os profissionais da imprensa.

Zeid Ra'ad Al Hussein se mostrou particularmente preocupado pelos ataques recentemente lançados pelo chefe de Estado americano contra a CNN, o New York Times e o Washington Post.

"Definir estes órgãos de imprensa como 'fake' [que dão falsas informações] causa enormes danos e falar desta maneira sobre os jornalistas, pergunto, não seria uma incitação para que os outros ataquem os jornalistas?", afirmou Alto Comissariado.

"E imaginem que um jornalista de um desses órgãos de imprensa seja ferido, não seria o presidente o responsável por ter atiçado isso?", questionou Zeid diante dos jornalistas em Genebra.

"Acho que poderíamos considerar isso uma incitação", criticou, acrescentando que o presidente Trump colocou em andamento um ciclo que inclui "incitação, medo, autocensura e violência".

Segundo o Alto Comissário, os ataques de Trump contra a imprensa incentiva outros governos que querem restringir a liberdade de imprensa.

"Demonizar a imprensa é um veneno, pois tem consequências em outras partes", enfatizou Zeid.

Durante um discurso agressivo, em 23 de agosto, diante de milhares de seguidores em Phoenix (Arizona, Estados Unidos), o presidente Trump atacou seus objetivos favoritos - CNN, The New York Times e The Washington Post - e apelidou os jornalistas de "gente desonesta, que não gosta do nosso país".

bs-gca/apo/at/bc/age/cn

THE NEW YORK TIMES COMPANY

Internacional