PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Suspeito de extremismo se mata em prisão na Alemanha

30/08/2017 16h38

Berlim, 30 Ago 2017 (AFP) - Um sírio de 40 anos, suspeito de ter combatido nas fileiras da Frente al Nosra (antigo braço da Al-Qaeda na Síria) e preso na Alemanha, se enforcou em sua cela, informou a Justiça alemã nesta quarta-feira.

O corpo sem vida de Abdula K. foi encontrado em sua cela na prisão de Hamburgo (norte) durante uma ronda feita nesta quarta-feira às 04H25 GMT (01H25), informaram as autoridades judiciais em um comunicado.

O homem, que não havia dado mostras de ter intenções suicidas, estava detido desde junho de 2017, suspeito de ter aderido em 2012 à organização extremista Frente al Nosra, rival da organização Estado Islâmico (EI), e de ter combatido em suas fileiras.

Segundo as autoridades alemãs, ele teria desempenhado para a milicia tarefas de vigilância e trabalhado como motorista.

Em outubro de 2016, um caso anterior de suicídio de um islamita na prisão gerou um grande escândalo na Alemanha: Jaber Al Bakr, sírio de 22 anos, se enforcou em sua cela em Leipzig (leste) após ter sido detido por supostamente planejar um atentado com explosivos no aeroporto de Berlim.

Internacional