Maduro falará ante Conselho de DH da ONU na segunda-feira (oficial)

Genebra, 4 Set 2017 (AFP) - O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, cujo país atravessa uma grave crise política, econômica e institucional, estará presente em 11 de setembro em Genebra na abertura da 36ª sessão do Conselho de Direitos Humanos da ONU, anunciou um porta-voz desta instância.

Maduro pronunciará um discurso aos 47 Estados membros do Conselho, como fez em novembro de 2015, indicou esse porta-voz, Rolando Gomez.

Em 2015, o chefe de Estado venezuelano, que estava acompanhado de sua esposa, denunciou o "assédio permanente" do qual seu país era vítima, exigindo "o maior respeito".

A Venezuela faz parte do Conselho de Direitos Humanos - seus membros são eleitos pela Assembleia Geral da ONU - até 2018.

Esta não é a primeira vez que a maior autoridade de um país fala ante o Conselho de Direitos Humanos.

Mas será a primeira vez que Maduro viaja à Europa desde que o seu país entrou em crise.

Desde abril, as manifestações contra o regime de Nicolas Maduro são quase diárias e já fizeram 125 mortos.

Mais de 5.000 pessoas foram presas, segundo a ONG Forum Penal.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos