Trump prefere evitar a opção militar contra a Coreia do Norte, mas não a descarta

Washington, 7 Set 2017 (AFP) - O presidente Donald Trump afirmou nesta quinta-feira que uma ação militar contra a Coreia do Norte depois de seu recente teste nuclear não é algo que se pode evitar, embora tenha ressaltado que prefere outras opções.

"Uma ação militar seria certamente uma opção. É inevitável? Nada é inevitável", afirmou Trump em coletiva de imprensa na Casa Branca junto ao emir do Kuwait, o xeque Sabah al-Ahmad Al-Sabah.

Na coletiva, Trump também afirmou que existe uma chance para a paz no conflito entre Israel e os palestinos.

"Acho que existe uma chance de que a paz possa ser alcançada. Vamos fazer o máximo", afirmou. "Acho que as relações que temos com as duas partse podem ajudar".

Por fim, o magnata se ofereceu para servir como mediador da crise que o Catar enfrenta com seus vizinhos árabes e disse que a disputa pode ser resolvida muito facilmente.

"Estou disposto a ser o mediador", enfatizou Trump.

Arábia Saudita, Bahrein, Emirados Árabes Unidos e Egito cortaram em junho passado seus laços diplomáticos com o Catar, a quem acusam de incentivar o terrorismo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos