Após terremoto, estado mexicano de Veracruz espera furacão Katia

México, 8 Set 2017 (AFP) - O fortalecido furacão Katia avançava, nesta sexta-feira, rumo ao estado mexicano de Veracruz, onde seus habitantes aceleravam os preparativos de segurança enquanto se recuperavam do temor provocado pelo terremoto que atingiu o país na quinta-feira.

Katia, que nesta sexta-feira subiu à categoria 2, se encontrava às 15H00 GMT (12H00 em Brasília) a 205 km do porto de Veracruz, com ventos de 155 km/h, segundo o Centro Nacional de Furacões (NHC) dos Estados Unidos.

Em Tecolutla, na costa de Veracruz, o terremoto de 8,2 graus de quinta-feira à noite reviveu trágicas lembranças de 1999, quando outro sismo sacudiu a zona dias antes do povoado ser inundado por um rio.

"Já estávamos lidando com o furacão, e com o tremor se assustaram ainda mais", relata à AFP Daniel Salas, de 29 anos, trabalhador voluntário de Proteção Civil do povoado.

"Durante a madrugada, algumas pessoas começaram a se retirar em seus veículos, começaram a sair (para povoados vizinhos), antes de que algo mais acontecesse", acrescenta Salas, enquanto prega tábuas sobre as janelas e portas da sua casa.

O sismo, no entanto, teve seu epicentro longe desta região.

Os furacões atingem Veracruz ao menos uma vez por ano, gerando em alguns casos graves inundações e deslizamentos devido ao seu terreno montanhoso e grande quantidade de rios.

"Vamos ver o que o furacão Katia nos traz, estamos em alerta principalmente pelo rio", explica Amanda Santiago, comerciante de 39 anos cuja casa fica a 50 metros da ribeira.

- Em risco -Ruas próximas ao rio Tecolutla estão bloqueadas por dezenas de barcos turísticos que foram retirados da água por ordem da Proteção Civil, para evitar que sejam arrastados pela eventual cheia.

Quatro abrigos foram habilitados no povoado turístico.

No centro e no norte do estado, as autoridades buscam proteger mais de um milhão de pessoas que estão em risco devido ao Katia, que deve tocar terra na manhã de sábado.

Mais cedo, a Comissão Nacional da Água do México (Conagua) alertou que também há previsão de fortes chuvas em grande parte do país, principalmente na zona central.

A área de impacto do Katia está ao norte do importante porto de Veracruz (leste) e perto da cidade de Tuxpan, acrescentou.

Seu alcance de ventos é de 110 km, cerca de três vezes menor que o do gigantesco furacão Irma, de categoria 4, que avança pelo Caribe em direção à Flórida.

Katia é o terceiro fenômeno ciclônico simultâneo no oceano Atlântico, junto com Irma e José, também de categoria 4, segundo o NHC.

O México é um dos países mais vulneráveis aos furacões, com ao menos uma dezena por ano, por sua localização geográfica e sua ampla faixa costeira, tanto no Pacífico como no Atlântico.

No início de setembro, a tempestade tropical Lidia deixou sete mortos no estado de Baixa Califórnia, no noroeste do México.

jla-yug/ja/lda/db/mvv

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos