Mogherini: UE pode debater sanções à Venezuela 'nos próximos dias'

Tallinn, 8 Set 2017 (AFP) - A chefe da diplomacia europeia, Federica Mogherini, sinalizou nesta sexta-feira (8) que os 28 países-membros poderão iniciar, "nos próximos dias", o debate sobre as opções do bloco europeu para responder à crise política na Venezuela.

A possibilidade de aplicação de sanções está sobre a mesa.

"Entre as opções, estão também algumas indicações sobre as possibilidades de discutir a introdução de medidas específicas. Este debate pode começar nos próximos dias entre os Estados-membros", anunciou Mogherini, após uma reunião informal de chanceleres europeus em Tallin.

Os países do bloco haviam solicitado à Comissão Europeia uma "lista de opções" a aplicar no caso da Venezuela, país mergulhado há meses em uma crise política agravada pela instalação de uma Assembleia Constituinte em vigor desde agosto.

Mogherini ressaltou que, no momento, a "opção principal" da UE é manter sua "atividade política e diplomática" com seus interlocutores na Venezuela, assim como com seus sócios regionais e no âmbito das Nações Unidas.

A União Europeia se soma a um grupo de países latino-americanos, Espanha, Reino Unido, Estados Unidos e organismos como a OEA e o Mercosul, que não reconhecem a Assembleia Constituinte venezuelana.

tjc-axr/ra/tt

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos