China registra níveis de radiação "normais" na fronteira com a Coreia do Norte

Pequim, 11 Set 2017 (AFP) - A China informou que os níveis de radiação na área de fronteira com a Coreia do Norte não apresentam "nenhuma anormalidade", uma semana depois do potente teste nuclear de Pyongyang.

O ministério do Meio Ambiente chinês anunciou no domingo o fim dos "controles de emergência" do nível de radiação na fronteira com este país.

As medições começaram em 3 de setembro, pouco depois do mais recente teste nuclear do regime de Kim Jong-Un, que provocou um violento tremor, sentido na região de fronteira do nordeste da China.

Pyongyang anunciou um teste com uma bomba H.

"Uma avaliação completa permite concluir que o teste nuclear norte-coreano não provocou nenhum impacto ao meio ambiente na China", afirma o ministério em um comunicado.

"Depois de oito dias de controle contínuo, não se registrou nenhum resultado anormal", completa a nota.

Mais de mil mostras de água, sedimentos, ar e iodo foram analisados pelas estações de controle nas províncias de Heilongjiang, Jilin e Liaoning (nordeste), assim como em Shandong (leste).

As autoridades russas informaram após o teste que os níveis de radiação no extremo oriente do país estavam na "margem normal" e que não foram registrados picos de radiação.

yan-jug/cr/pa/es/fp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos