Austrália inicia consulta sobre o casamento gay

Sydney, 12 Set 2017 (AFP) - Os australianos começaram a receber nesta terça-feira pelo correio uma pesquisa sobre o casamento entre pessoas do mesmo sexo. O resultado não será vinculante, mas pode abrir o caminho para a legalização.

Depois que o Senado australiano rejeitou por duas vezes a organização de um plebiscito, uma das promessas de campanha do atual governo conservador, o Executivo decidiu organizar uma pesquisa por correio.

A consulta terminará no dia 7 de novembro e os resultados, não vinculantes, serão divulgados no dia 15 do mesmo mês.

Caso a maioria dos australianos responda "sim", o governo se compromete a organizar uma votação no Parlamento para mudar as leis sobre o matrimônio.

A questão do casamento entre pessoas do mesmo sexo está no debate político australiano há vários anos e, segundo uma pesquisa da Fairfax Media publicada nesta terça-feira, 70% dos australianos aprovam a medida.

"Estimulo todos a responder a pesquisa e enviá-la. Votarei sim, assim como Lucy", disse o primeiro-ministro Malcolm Turnbull, em referência a sua esposa.

Turnbull, considerado um moderado, enfrenta a oposição no tema de alguns integrantes da coalizão governista (Partido Liberal+Partido Nacional). Assim, a consulta por correio representa uma solução de compromisso.

A pesquisa por correio chegará a 15 milhões de australianos com a pergunta "A lei deveria mudar para permitir que casais do mesmo sexo se casem?" e duas opções de resposta: sim ou não.

Os partidários do "sim" denunciam que a pesquisa pelo correio tradicional poderia deixar de fora muitos jovens que utilizam as novas tecnologias e que são favoráveis ao casamento gay.

Ao mesmo tempo, os deputados do Partido Nacional questionam a capacidade do serviço postal para alcançar as zonas rurais mais remotas do país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos