Inglaterra: mulher consegue entrar na escola do príncipe George

Londres, 13 Set 2017 (AFP) - A Polícia britânica comunicou na terça-feira (12) que revisará as medidas de segurança da escola em que estuda o príncipe George, em Londres, depois que uma mulher invadiu o local supostamente para roubar.

"Uma mulher de 40 anos foi detida sob suspeita por tentativa de roubo" na escola Saint Thomas, no bairro de Battersea, situado ao sul de Londres, informou a Polícia em um comunicado.

"Estamos trabalhando com a escola, que tem entre seus alunos a sua Alteza Real, o príncipe George, para revisar as suas medidas de segurança após o incidente", ressalta o comunicado, acrescentando que a segurança dentro do colégio é de responsabilidade da instituição escolar.

O príncipe George da Inglaterra, de 4 anos, terceiro na linha de sucessão ao trono, começou a frequentar esse colégio na última quinta-feira (7).

De acordo com o site da escola, o local possui 560 alunos de idades entre 4 e 13 anos, e oferece cursos de arte, balé, teatro, francês e informática, e busca desenvolver valores como amorosidade, educação, confiança, humildade e generosidade.

No guia britânico das melhores escolas, intitulado "The Good Schools Guide", o estabelecimento é descrito como "um pouco caótico" para "pais cosmopolitas que querem dar a seus filhos a melhor educação inglesa que o dinheiro pode comprar".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos