Bombardeio mata quatro menores de idade no Iêmen

Aden, Iêmen, 19 Set 2017 (AFP) - Quatro menores, com idades entre 7 e 15 anos, morreram no Iêmen em um novo bombardeio atribuído aos rebeldes huthis, em um bairro da cidade de Taiz, sudoeste do país.

Na sexta-feira, três crianças de entre 6 e 12 anos, incluindo duas que estavam jogando futebol, foram mortas e nove ficaram feridas em ataques na mesma cidade, a terceira maior do Iêmen, cercada pelos rebeldes huthis.

Na segunda-feira à noite, o bombardeio atingiu Al Jamliya, um dos bairros mais antigos de Taiz, na zona leste da cidade.

O conflito no país dura mais de dois anos e envolve rebeldes huthis, aliados do ex-presidente Ali Abdallah Saleh, que controlam principalmente o norte do Iêmen, contra as forças pró-governo, auxiliadas pela Arábia Saudita, reagrupadas principalmente no sul.

Desde março de 2015, o conflito deixou 8.400 mortos e 48.000 feridos e provocou uma grave crise humanitária, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). O balanço inclui tanto combatentes como civis.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos