Honduras acorda extraditar traficante brasileiro dentro de dez anos

Tegucigalpa, 20 Set 2017 (AFP) - A Justiça hondurenha acordou nesta quarta-feira entregar um chefe do tráfico brasileiro, cuja extradição foi pedida pelo Brasil, mas primeiro terá que completar uma sentença de 15 anos de prisão, que cumpre no país centro-americano desde 2012, informou um porta-voz oficial.

"Foi concedida a solicitação de extradição de Jorge Luis Ferreira Bueno, no entanto sua entrega ficará diferida [suspensa] até o cumprimento da sentença em nosso país", afirmou o porta-voz da Suprema Corte de Justiça, Melvin Duarte, à imprensa local.

Ele afirmou, ainda, que o brasileiro "tem uma sentença firme em Honduras (porque) ele foi condenado em 2012 pelo crime de tráfico de drogas, a 15 anos (e) no Brasil é procurado por tráfico internacional de drogas e lavagem de dinheiro", segundo a solicitação enviada em 2012.

Bueno foi condenado em 25 de julho de 2012 em Honduras por narcotráfico e sua pena se encerra em 2027.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos