Macron diz que Trump foi muito "categórico" em suas críticas contra a ONU

Paris, 21 Set 2017 (AFP) - O presidente americano Donald Trump "não tem motivos" para ser "tão categórico" em suas críticas contra a ONU, disse seu homólogo francês Emmanuel Macron em uma entrevista à rede francesa TMC na noite desta quarta-feira.

Ao ser interrogado sobre as declarações de Trump de que a ONU é um "clube para que as pessoas se juntem, conversem e passem por um bom momento", Macron respondeu: "Não, não há motivos para que ele seja tão categórico".

"Às vezes há ineficácia e perda de tempo", admitiu o presidente francês, que ressaltou que a ONU permite "dar um espaço ao multilateralismo, fazendo que todas as nações do mundo tenham voz, o que permite tratar a todos os temas mundiais e evitar cair na lei do mais forte".

"A ONU é o contexto onde as discussões, que às vezes são complexas, têm lugar e onde cada um aceita as restrições do coletivo", acrescentou.

Na segunda-feira, no primeiro dia das reuniões na sede da ONU em Nova York, Trump denunciou que "a ONU deve se centrar mais nas pessoas e menos na burocracia", e buscar sobretudo "resultados".

Os Estados Unidos são o principal financiador da ONU. Mas Trump ameaça em reduzir drasticamente esses fundos, o que para o chefe da ONU António Guterres criaria "um problema irresolúvel" para a instituição.

À iniciativa dos Estados Unidos um total de 126 países se somaram a uma declaração de dez pontos impulsionada por Washington que exige profundas reformas na ONU.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos