Madri impôs de fato um estado de exceção na Catalunha, afirma presidente regional

Barcelona, 20 Set 2017 (AFP) - O presidente do governo da Catalunha, o independentista Carles Puigdemont, denunciou nesta quarta-feira que o Estado espanhol impôs "de fato um estado de exceção" na região, após a detenção de 13 altos funcionário Executivo regional.

"O Estado suspendeu de fato a autonomia da Catalunha e impôs de fato um estado de exceção", afirmou Puigdemont em um discurso na sede do Executivo catalão, antes de insistir que em 1 de outubro os catalães votarão no referendo de autodeterminação para "defender a democracia frente a um regime repressivo e intimidatório".

bur-du/mck.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos