Presidente afegão exorta Paquistão ao diálogo

Nações Unidas, Estados Unidos, 20 Set 2017 (AFP) - O presidente afegão, Ashraf Ghani, exortou nesta terça-feira o Paquistão a trabalhar em conjunto para deter os extremistas na região, em seu discurso na Assembleia Geral das Nações Unidas.

Ghani declarou que a nova estratégia do presidente americano, Donald Trump, que enviou mais soldados ao Afeganistão, é um sinal de que os talibãs não podem vencer e devem negociar a paz.

"Saudamos esta estratégia, que agora nos coloca no caminho da certeza. O povo afegão tem olhado os Estados Unidos para este tipo de resolução durante anos", declarou Ghani.

No mês passado, Trump anunciou uma estratégia para o Afeganistão que reverteu sua postura anterior de reduzir a força na guerra mais longa dos Estados Unidos, iniciada após os ataques de 11 de setembro de 2001.

Trump decidiu enviar milhares de soldados adicionais ao Afeganistão e prometeu uma linha mais dura em relação ao Paquistão, que enfrenta há tempos críticas dos Estados Unidos por vínculos de seus serviços de inteligência com os jihadistas.

"Agora também temos a oportunidade de dialogar com nossos vizinhos sobre como podemos trabalhar juntos para eliminar o terrorismo e conter o extremismo", disse Ghani.

"Faço um apelo ao Paquistão para que se comprometa conosco em um estado amplo para um diálogo sobre a paz, a segurança e a cooperação regional visando a prosperidade".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos