Tradutora iraniana rebaixa tom das ameaças de Trump na TV e é criticada

  • Timothy Clary/AFP

 Uma tradutora da tv iraniana foi criticada por ter traduzido mal de forma deliberada as ameaças de Donald Trump contra o Irã em seu discurso na Assembleia Geral da ONU.

Nima Chitsaz, tradutora da cadeia oficial, explicou ter decidido mudar o discurso para impedir que os telespectadores tivessem de ouvir os ataques contra o Irã.

"Não acho que seja correto falar na televisão nacional contra meu próprio país", declarou à cadeia IRINN.

Quando Trump classificou o Irã de ser "um estado rebelde e cujas principais exportações são a violência, o banho de sangue e o caos", Chitsaz traduziu apenas que "o Irã fala em destruir Israel", e prossegue amenizando todo o resto do discurso agressivo de Trump.

A tradutora recebeu várias críticas, inclusive dos políticos reformadores iranianos, que a acusaram de "censurar e distorcer" as declarações.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos