Bancos britânicos revisarão status migratório de clientes

Londres, 22 Set 2017 (AFP) - Os bancos da Grã-Bretanha deverão revisar o status migratório de todos os correntistas a partir de janeiro, como parte de uma campanha para detectar pessoas em situação ilegal no país, informou o governo nesta quinta-feira.

"A partir de janeiro, os bancos e as empresas de crédito imobiliário deverão realizar avaliações regulares sobre o status migratório de todos os titulares de contas correntes", disse à AFP um porta-voz do ministério do Interior à AFP.

O Parlamento votou, em dezembro, uma nova lei sobre imigração, que exige dos bancos que informem ao ministério do Interior se entre seus clientes há pessoas de forma ilegal no país.

"Isto faz parte do nosso trabalho para combater a imigração ilegal. As pessoas que estão aqui legalmente não serão afetadas", destacou o porta-voz.

A legislação precedente impedia a abertura de contas na Grã-Bretanha de imigrantes ilegais, mas as novas leis vão mais longe e atingem as contas abertas antes da lei de 2014, incluindo pessoas cujo visto expirou.

Com a nova medida, o governo poderá pedir à Justiça que congele os ativos de pessoas que vivem ilegalmente no país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos