Braço direito de Marine Le Pen abandona a Frente Nacional

Paris, 21 Set 2017 (AFP) - Florian Philippot, alto dirigente do partido francês de extrema-direita Frente Nacional e considerado o principal colaborador de sua líder Marine Le Pen, anunciou nesta quinta-feira sua saída da FN, o que evidencia a tensão interna após a derrota na eleição presidencial de maio.

Philippot havia sido rebaixado na quarta-feira a vice-presidente sem atribuições, depois que se recusou a abandonar a presidência de uma associação denominada "Os Patriotas".

"Não gosto do ridículo, não gosto de não fazer nada, então é claro que deixo a Frente Nacional", afirmou nesta quinta-feira.

"Meu compromisso político permanece intacto (...) continuarei lutando", completou.

Philippot, de 35 anos, se tornou em 2011 o diretor estratégico da campanha presidencial de Marine Le Pen e desde então era a figura mais midiática da FN.

Defensor da soberania francesa e contrário ao euro, ele estava em atrito com alguns dirigentes do partido, mais liberais na área econômica e mais preocupados com a luta contra a imigração e o "islamismo".

A tensão dentro da FN piorou desde a derrota de Le Pen no segundo turno presidencial, em maio. Vários dirigentes do partido questionam sua liderança.

Recentemente, Marine Le Pen prometeu refundar o partido com um novo nome e um novo programa a partir do congresso programado para março.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos