China obstrui WhatsApp antes de Congresso comunista

Pequim, 26 Set 2017 (AFP) - As autoridades chinesas parecem ter obstruído severamente a rede de mensagens WhatsApp, em uma tentativa de endurecer a censura antes da realização do congresso do Partido Comunista Chinês, no próximo mês.

Os usuários na China relataram perturbações importantes na rede nos dias recentes, após os problemas de funcionamento registrados durante o verão passado.

As mensagens de texto e chamadas de vídeo parecem ter voltado ao normal nesta terça-feira, mas mensagens e voz e fotos não eram transmitidas.

WhatsApp, que pertence ao Facebook, utiliza tecnologia de criptografia, algo que as autoridades chinesas não apreciam em seu esquema de vigilância das comunicações.

A China tem endurecido sua política em matéria de Internet, aplicando novas regras, que exigem das companhias de tecnologia o armazenamento dos dados dentro das fronteiras chinesas e restringem conteúdos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos