PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Macron convida premier iraquiano a analisar situação no Curdistão

29/09/2017 22h57

Paris, 30 Set 2017 (AFP) - O presidente francês, Emmanuel Macron, convidou nesta sexta-feira o primeiro-ministro iraquiano, Haider al Abadi, a visitar Paris no próximo dia 5 de outubro para conversar sobre o referendo de independência do Curdistão, oferecendo sua ajuda como mediador.

Em um comunicado, a presidência informou que a França quer "ajudar o Iraque a deter as tensões" provocadas pelo referendo, realizado na segunda-feira, que aprovou a independência por ampla maioria.

"Emmanuel Macron recordou a importância de se preservar a unidade e a integridade do Iraque, mas reconhecendo os direitos do povo curdo. Qualquer escalada deve ser evitada", destacou a presidência.

"Diante da prioridade que é a luta contra o Daesh e a estabilidade do Iraque, os iraquianos devem permanecer unidos", diz o comunicado, em referência ao grupo jihadista Estado Islâmico (EI).

Apesar de as autoridades curdas afirmarem que não proclamarão a independência de forma automática, Bagdá descarta qualquer diálogo e nesta sexta Abadi suspendeu as conexões aéreas entre o Curdistão e o exterior.

Internacional