Presidente catalão: 'a UE não pode mais continuar olhando para o outro lado'

Barcelona, 1 Out 2017 (AFP) - O presidente regional da Catalunha, o separatista Carles Puigdemont, avisou à União Europeia que "não pode mais continuar olhando para o outro lado" após as operações policiais contra cidadãos que tentavam votar no referendo de autodeterminação proibido pelo governo central de Madri.

A situação na Catalunha "é um assunto de interesse europeu".

"Somos cidadãos europeus que sofremos a a violação de direitos e liberdades", disse em apresentação solene, reivindicando a Bruxelas que "aja com rapidez para manter a autoridade moral dentro e fora do continente".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos