Moreno propõe acabar com reeleição ilimitada no Equador

Quito, 3 Out 2017 (AFP) - O presidente do Equador, Lenín Moreno, propôs nesta segunda-feira acabar com a reeleição ilimitada para a presidência do país, com um referendo que também irá sugerir a inabilitação permanente de todos os políticos condenados por corrupção.

"A terceira pergunta da consulta será sobre o fim da reeleição ilimitada", anunciou o presidente, sem precisar a data do referendo.

A reeleição ilimitada para a presidência foi aprovada por Rafael Correa, antecessor de Moreno e com quem o atual presidente trava uma luta de poder.

Moreno - antigo aliado de Correa - é acusado pelo ex-presidente de se unir à oposição de direita para acabar com a chamada "revolução cidadã" no Equador.

sp-jm/lr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos