Exército sírio expulsa Estado Islâmico da província de Hama

Beirute, 4 Out 2017 (AFP) - O Exército sírio e seus aliados expulsaram, nesta quarta-feira (4), os últimos combatentes do Estado Islâmico (EI) da província de Hama - anunciou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

"Nesta quarta-feira, as forças do regime conseguiram assumir o controle das últimas localidades nas mãos do EI na província oriental de Hama, ao fim de um mês de violentos combates", relatou o diretor do OSDH, Rami Abdel Rahman.

Mais de 400 combatentes do Estado Islâmico e cerca de 190 soldados sírios e milicianos aliados morreram durante os combates.

Embora ainda não tenha havido um anúncio oficial na imprensa síria, o jornal "Al Watan", ligado ao governo, declarou que "o Exército tomou o controle total da província de Hama no leste".

"O Estado Islâmico já não está presente em Hama", acrescentou o jornal.

O EI perdeu a província de Hama, depois de ter retirado suas últimas posições na província de Aleppo, ao norte, e de ter perdido muito terreno na província de Deir Ezzor ao leste.

O grupo perde terreno em múltiplas frentes, particularmente em Raqa, sua capital desde 2014, onde está entrincheirado em 10% da cidade, e ao longo do rio Eufrates em Deir Ezzor.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos