Governo espanhol rejeita mediação na crise com a Catalunha

Madri, 4 Out 2017 (AFP) - O governo espanhol rejeitou nesta quarta-feira o pedido do presidente separatista catalão Carles Puigdemont de mediação internacional enquanto ele continuar ameaçando declarar a independência.

"Se o senhor Puigdemont quer falar ou negociar, ou quer enviar mediadores, sabe perfeitamente o que deve fazer antes: voltar ao caminho da Lei, que nunca deveria ter abandonado", afirmou um comunicado do governo.

O governo conservador de Mariano Rajoy adverte Puigdemont que "não vai aceitar nenhuma chantagem" e pede que "retire a ameaça da ruptura".

Um pouco antes, Puigdemont reiterou seu pedido de mediação internacional assegurando ter recebido "várias propostas" que o governo não aceitou.

Além disso, acusou o rei da Espanha Felipe VI, que o criticou duramente na véspera, de ter "ignorado deliberadamente" milhões de catalães ao condenar suas aspirações separatistas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos