Lavrov acusa coalizão de 'provocar' tropas russas na Síria

Riade, 4 Out 2017 (AFP) - O chanceler russo, Sergueï Lavrov, acusou a coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos de cometer "provocações sangrentas" contra as tropas russas na Síria, em entrevista publicada nesta quarta-feira.

"As atividades das forças sob a direção americana levantam numerosas questões", declarou o chefe da diplomacia russa ao jornal saudita Asharq al-Awsat.

"Em certos casos, estas forças encorajaram indiretamente terroristas a atacar posições estratégicas legitimas retomadas por Damasco, ou estão envolvidas deliberadamente em provocações sangrentas contra nossas forças", declarou Lavrov.

O ministro russo se referia às Forças Democráticas Sírias (FDS), apoiadas pelos Estados Unidos como parte da campanha contra o grupo Estado Islâmico (EI), especialmente na cidade de Raqa.

No mês passado, a Rússia acusou as FDS de tentar sabotar a ofensiva do Exército sírio - apoiado por Moscou - contra posições do EI em torno da cidade de Deir Ezzor, onde um general russo foi morto em setembro.

"Hoje, todos os atores devem abandonar suas ambições geopolíticas e contribuir plenamente para o restabelecimento da estabilidade e da segurança na Síria, no Oriente Médio e na África do Norte", declarou Lavrov ao Asharq al-Awsat.

bur-atm/plh/lr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos