Governo espanhol facilita trâmites para que empresas catalãs mudem de sede

Madri, 6 Out 2017 (AFP) - O governo espanhol adotou nesta sexta-feira um decreto pelo que facilita que as empresas catalãs, preocupadas por uma possível declaração de independência, tirem sua sede social da região.

Em um comunicado, o ministério da Economia indicou que o decreto responde "à demanda de amplos setores empresariais diante das dificuldades surgidas para o normal desenvolvimento de sua atividade em uma parte do território nacional".

Nos últimos dias, várias companhias tiraram sua sede social da Catalunha, entre elas o banco Sabadell, o segundo mais importante da região.

"Isso não é culpa das empresas, é culpa de uma política irresponsável, que gera incerteza, que gera inquietude", comentou o ministro de Economia Luis de Guindos à imprensa.

O ministro criticou os separatistas catalães, que realizaram um referendo de autodeterminação no último domingo apesar da proibição da justiça.

"As políticas irresponsáveis" do executivo catalão são algo que "gera alarma, gera incerteza, e isso é o que de pior poder ter no mundo empresarial", acrescentou o ministro.

Até agora, o órgão competente para modificar o domicílio social de uma sociedade era a junta geral de acionistas, mas em virtude deste decreto será o conselho de administração, mais rápido de convocar.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos