Sem diálogo, Catalunha manterá rumo separatista, alerta Puigdemont

Barcelona, 9 Out 2017 (AFP) - O presidente da Catalunha, Carles Puigdemont, advertiu neste domingo (8) que, na ausência de diálogo com Madri, seu governo manterá o rumo separatista, conforme o planejado.

Em entrevista à televisão pública da Catalunha (nordeste da Espanha), Puigdemont deu a entender que, sem uma mediação com Madri, seu governo aplicará o mandato que considera ter recebido após o referendo de 1º de outubro.

"Abrimos a porta da mediação e dissemos 'sim' a tantas opções de mediação quanto nos apresentaram (...) Os dias passam e, se o Estado espanhol não responder positivamente, nós faremos o que viemos fazer", acrescentou.

A frase foi o ponto final de um documentário sobre o referendo de autodeterminação proibido e reprimido com violência pela Polícia.

O documentário descreve o que aconteceu nos dias seguintes à consulta, em que a Espanha viveu a pior crise política desde o retorno da democracia e termina com a breve entrevista com Puigdemont.

Na próxima terça, ele deve se dirigir ao Parlamento para falar "sobre a situação política" atual.

Programada para as 18h locais (13h, horário de Brasília), a sessão não tem outro tema na agenda, e a oposição teme que a Casa possa adotar uma declaração unilateral de independência.

av-mck/lbx/ltl/tt

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos