Base da ONU é ataca na RDC e soldado é morto

Kinshasa, 9 Out 2017 (AFP) - Um soldado da paz da ONU foi morto nesta segunda-feira (9) em um ataque contra uma base das Nações Unidas no leste da República Democrática do Congo pelo grupo armado ugandês das Forças Democráticas Aliadas (ADF), indiciou a Missão da ONU na RDC (Monusco).

Doze soldados da paz também foram feridos, informou um porta-voz da Monusco sobre o ataque no território de Beni, uma das divisões administrativas de Kivu do Norte, onde combates opuseram no domingo membros das ADF e o exército congolês.

"A base de Mamundioma foi atacada às 05h30 (00h30 de Brasília) entre Kamango e Mbau", disse a Monusco. Uma "reunião de crise" será realizada na sede da missão na capital congolesa, Kinshasa.

Os capacetes azuis feridos foram evacuados para o hospital da Monusco em Goma, a capital de Kivu do Norte.

As ADF lançaram uma ofensiva há alguns dias no território de Beni, região onde os grupos armados atuam há mais de 20 anos, desde o genocídio ruandês de 1994.

O exército da RDC tem combatido os membros das ADF igualmente no eixo Mbau-Kamango, segundo um porta-voz do exército.

"Os combates são intensos, com armas pesadas e leves. O inimigo cortou grandes árvores que bloqueiam a estrada", disse o capitão Mak Hazukay.

As ADF também são acusadas de ter atacado no sábado uma dúzia de moto-táxis na estrada entre Kamango e Mbau, de acordo com o administrador do território de Beni.

Rebeldes muçulmanos de Uganda presentes no leste da RDC desde 1995, as ADF são acusadas pelo governo congolês e a Monusco de serem responsáveis por mais de 700 assassinatos na região de Beni desde outubro de 2014.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos