Senadora mais velha dos Estados Unidos tentará quinto mandato

Washington, 9 Out 2017 (AFP) - A democrata da Califórnia Dianne Feinstein, de 84 anos, atualmente a integrante mais velha do Senado americano, anunciou nesta segunda-feira que se apresentará à reeleição no ano que vem.

"Irei me candidatar à reeleição ao Senado", tuitou de uma conta que seu gabinete confirmou como verdadeira.

"Há muito mais por fazer: acabar com a violência armada, combater a mudança climática, dar acesso ao atendimento médico. Estou nessa!", acrescentou.

Feinstein foi eleita pela primeira vez ao Senado em 1992, quando ela e Barbara Boxer se tornaram as primeiras mulheres senadoras pela Califórnia. Boxer se aposentou em janeiro.

Feinstein é uma das oito pessoas na faixa dos 80 anos em atividade no Senado. É três meses mais velha que o republicano Chuck Grassley e nove meses mais velha que o republicano Orrin Hatch.

Se Feinstein ganhar, terá 91 anos ao final de seu mandato no Congresso.

A veterana democrata teria despistado as perguntas sobre um possível quinto mandato, deixando seu partido no estado mais povoado do país em dúvida sobre se deveria começar a coordenar uma possível substituição.

O controle de armas tem sido uma prioridade para Feinstein desde que entrou no Congresso. Como parte dessa luta, introduziu na Câmara Alta um projeto de lei para proibir a venda e o uso dos "bump stocks", mecanismo que aciona o gatilho com o recuo da arma para que siga disparando de forma intermitente, e que foram usados em 1º de outubro pelo assassino de Las Vegas, que matou 58 pessoas e feriu mais de 500.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos