Síria e Líbano formarão uma frente contra Israel, diz ministro israelense

Jerusalém, 10 Out 2017 (AFP) - O ministro israelense da Defesa, Avigdor Lieberman, afirmou nesta terça-feira que Líbano e Síria constituirão "uma frente" comum contra seu país caso aconteça uma nova guerra na região.

O Hezbollah libanês e Israel se enfrentaram um devastador conflito em 2006. Atualmente, o movimento xiita libanês apoia militarmente o regime sírio de Bashar al-Assad na guerra civil na Síria.

Síria e Líbano tem fronteiras com o norte de Israel.

"Na próxima guerra no norte do país, o Líbano não será a única frente", disse Lieberman em um discurso aos soldados.

"Agora há uma frente no norte integrado por Líbano, Síria, Hezbollah, o regime de Assad e todos os que apoiam este regime", completou.

Lieberman completou que o exército libanês "perdeu sua independência e se tornou parte integrante do Hezbollah, que dá ordens".

O Hezbollah ainda é apoiado pelo Irã, grande inimigo de Israel na região, que também apoia o regime de Assad na Síria.

Desde 2008, Israel enfrentou três guerras contra o Hamas, que controla Gaza, e que também é apoiado pelo Irã.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos