Delegados da ONU visitarão base síria para investigar ataque químico

Nações Unidas, Estados Unidos, 12 Out 2017 (AFP) - Delegados da ONU viajarão nesta semana a uma base aérea na Síria que segundo os Estados Unidos e seus aliados foi utilizada para lançar um ataque com gás sarin contra a localidade de Khan Sheikhun, informaram fontes diplomáticas à AFP nesta quarta-feira.

A viagem à base de Shayrat acontecerá a poucas semanas do esperado relatório sobre o ataque contra Khan Sheikhun que o Ocidente e uma comissão da ONU garantem que foi feito pelas forças leais ao presidente Bashar al Assad.

Na equipe que viajará à Síria há integrantes tanto da ONU como da Organização Internacional para a Redução de Armas Químicas, e é parte de uma investigação conhecida como JIM.

O grupo saiu na segunda-feira em direção a Damasco, e tem programado ir à base aérea Shayrat, informou o diplomata do Conselho de Segurança, que pediu para permanecer no anonimato.

Em abril, os Estados Unidos lançaram um ataque de mísseis contra Shayrat, após chegar à conclusão de que aviões sírios com gás sarin saíram dali para atacar Khan Sheikhun.

Pelo menos 87 pessoas, incluindo mais de 30 crianças, morreram no ataque com gás sarin em 4 de abril.

O governo da Síria negou estar envolvido neste incidente, e garante que já não possui armas químicas desde 2013 quando, em cumprimento a um acordo, decidiu desfazer-se delas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos