ONU: repressão do exército pretende expulsar os rohingyas de Mianmar

Genebra, 11 Out 2017 (AFP) - A campanha de repressão "sistemática" contra os rohingyas foi concebida para expulsar definitivamente a minoria muçulmana do estado de Rakhine, na região oeste de Mianmar, afirmou nesta quarta-feira a ONU.

"Os ataques brutais contra os rohingyas na parte setentrional do estado de Rakhine foram organizados, coordenados e sistemáticos, com a intenção não apenas de expulsar a população de Mianmar, mas também de impedir seu retorno para casa", afirmou a ONU após uma investigação baseada nas entrevistas com dezenas de refugiados que fugiram para o vizinho Bangladesh.

Mais de 500.000 rohingyas fugiram para este país depois que o exército birmanês iniciou uma campanha contra eles, em represália por vários ataques executados por rebeldes desta minoria contra delegacias em 25 de agosto.

bs-gca/gm.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos