Macron contempla viajar ao Irã, a convite do presidente Rohani (Eliseu)

Paris, 13 Out 2017 (AFP) - O presidente francês, Emmanuel Macron, "contempla" viajar ao Irã em resposta a um convite de seu contraparte iraniano, Hansan Rohani, anunciou a Presidência francesa depois que o presidente americano, Donald Trump, anunciou que não certificará o acordo nuclear alcançado com a República Islâmica.

"Contempla-se uma viagem do presidente ao Irã", anunciou o Palácio do Eliseu, sede do Executivo francês. A Presidência iraniana evocou, em sua página na internet, uma visita de Macron para "o próximo ano".

Os dois presidentes mantiveram uma conversa por telefone na tarde desta sexta-feira (13) na qual Macron lembrou "o apego da França" ao acordo nuclear, assinado também por Alemanha, Grã-Bretanha, Rússia e China, assim como Estados Unidos.

A última visita de alto nível francesa a Teerã remonta a 1971, quando o então primeiro-ministro, Jacques Chaban-Delmas, participou da celebração dos 2.500 anos da Pérsia, organizada pelo xá.

Líderes de Reino Unido, França e Alemanha declararam nesta sexta-feira que continuam "comprometidos" com o acordo nuclear com o Irã, apesar do anúncio de Trump.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos