Rússia: abandono pelos EUA do acordo nuclear com o Irã poderá "agravar seriamente" a situação

Moscou, 13 Out 2017 (AFP) - Uma eventual rejeição de Donald Trump a certificar o acordo internacional sobre o programa nuclear iraniano "poderia agravar seriamente" a situação, denunciou nesta sexta-feira o Kremlin, a poucas horas de um discurso muito esperado do presidente americano sobre este acordo.

"Ações deste tipo seguramente vão afetar a previsibilidade, a segurança, a estabilidade e a não proliferação no mundo todo", afirmou o porta-voz do Kremlin Dimitri Peskov, advertindo que "isso poderia agravar seriamente a situação relativa ao dossiê nuclear iraniano".

Em um discurso às 12H45 (16H45 GMT, 13H45 horário de Brasília), Trump poderá anunciar que não certificará que Teerã respeita seus compromissos, apesar das garantias da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) nesse sentido.

Embora isso não signifique que o presidente americano se retira do acordo, concluído em julho de 2015 pelo Irã e o Grupo dos Seis, a não certificação americana pode abrir um periodo de grande incerteza.

Se os Estados Unidos não o certificar, "Teerã abandonará o acordo", considerou Peskov.

"A Rússia, claro, manterá sua posição, repetida várias vezes pelo presidente Putin, destinada a garantir apesar de tudo um processo de solução do dossiê nuclear iraniano, e um processo que nos permitirá impedir a proliferação de armas nucleares", prometeu.

"Em todos os casos, este tipo de ação por parte dos americanos terá consequências muito, muito negativas, é evidente", alertou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos