Incêndios deixam nove mortos em Portugal e Espanha

Madri, 16 Out 2017 (AFP) - Ao menos seis pessoas morreram em Portugal, país afetado por uma onda de incêndios sem precedentes, e três faleceram na região da Galícia, na Espanha, por vários focos de incêndio, uma situação considerada "crítica", no momento em que o furacão Ophelia avança pelo Atlântico.

Em Portugal, 440 focos de incêndio estavam ativos no domingo, considerado o "pior dia desde o início do ano", segundo a porta-voz da Agência Nacional de Proteção Civil, Patricia Gaspar.

Após a morte de seis pessoas, o primeiro-ministro Antonio Costa declarou "estado de catástrofe" no país, onde durante toda a noite 3.700 bombeiros lutaram para apagar 26 incêndios de grandes proporções

Vinte e cinco pessoas ficaram feridas, segundo Patricia Gaspar, que destacou um bloqueio em três eixos viários, incluindo a estrada que liga Lisboa à cidade do Porto.

O país ainda se recupera do grande incêndio de junho, que deixou 64 mortos.

Na Espanha, o governador da Galícia, Alberto Núñez Feijóo, afirmou que 15 focos de incêndio estavam ativos no domingo nesta região do noroeste do país.

Também disse que "a situação é crítica" e citou zonas urbanas sob ameaça.

O fogo foi atiçado por rajadas de vento de até 90 km/h provocadas pelo furacão Ophelia, que avançava pelo norte da costa espanhola em direção a Irlanda.

"Estamos falando de condições que não foram registradas na última década", afirmou Núñez Feijóo, que denunciou incêndios criminosos.

"São incêndios absolutamente intencionais, premeditados, de pessoas que sabem o que fazem", disse.

Milhares de bombeiros foram enviados à região e contam com o apoio de soldados e moradores.

Duas pessoas morreram presas pelas chamas dentro de seu veículo na localidade de Nigrán, quando tentavam fugir para se salvar, informou o governo local.

As autoridades regionais também informaram que um idoso foi encontrado morto em um galpão fora de sua casa em Carballeda de Avia, que foi atingida pelas chamas.

O governo a firma que os incêndios são propagados pelos fortes ventos, a seca e a temperatura acima do normal para esta época do ano.

O primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, nascido na Galícia, expressou condolências no Twitter.

Cinco incêndios ameaçavam o porto de Vigo, forçando a evacuação de um centro comercial e de uma fábrica da PSA Peugeot.

Várias escolas cancelaram as aulas nesta segunda-feira. A companhia estatal de trens Renfe informou que a via entre Vigo e Barcelona está fechada por causa dos incêndios.

As autoridades também informaram que há várias rodovias fechadas.

O furacão Ophelia é o primeiro desde 1939 que avança desta tão ao norte do Atlântico.

Quando atingir a Irlanda nesta segunda-feira, o fenômeno deve ser rebaixado para "tempestade tropical", segundo o Centro Nacional Furacões (NHC) dos Estados Unidos.

bur-ds/an/fp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos