Topo

MP pede prisão preventiva para chefe da Polícia catalã por motim

2017-10-16T12:37:00

16/10/2017 12h37

Madri, 16 Out 2017 (AFP) - O Ministério Público da Audiência Nacional espanhola solicitou nesta segunda-feira (16) prisão preventiva para o chefe da Polícia catalã, Josep Lluís Trapero, por motim, crime que prevê pena de até 15 anos de prisão - informaram fontes judiciais locais.

A juíza anuncia na tarde desta segunda se Trapero ficará preso à espera de julgamento. Demanda similar já havia sido rejeitada para uma subalterna do comandante, por episódios ocorridos em 20 de setembro em Barcelona.

Nessa data, centenas de manifestantes se concentraram diante de um prédio do governo catalão, no qual a Polícia espanhola fazia batidas. No protesto, várias pessoas danificaram os veículos policiais, dificultando sua saída.

str-avl-al/mck/age/tt