Naufrágio de embarcação com migrantes haitianos deixa dezenas de desaparecidos

Porto Príncipe, 16 Out 2017 (AFP) - Quase 40 pessoas estavam desaparecidas no domingo à noite após o naufrágio na costa norte do Haiti de uma embarcação de migrantes, informou o Serviço de Proteção Civil.

As equipes de emergência resgataram sete pessoas em alto mar durante a noite e outras duas nesta segunda-feira, mas são pessimistas a respeito de encontrar mais desaparecidos.

O naufrágio aconteceu no domingo perto da ilha Tortuga.

A embarcação clandestina havia zarpado desta ilha em direção à ilha Providenciales, no arquipélago de Turks e Caicos, 200 km ao norte.

De acordo com os sobreviventes, a embarcação transportava 50 pessoas.

Em um país afetado pela extrema pobreza, onde 60% da população subsiste com menos de dois dólares por dia, os moradores tentam, com frequência, viajar de forma ilegal até as Bahamas ou Turks e Caicos.

Nos últimos cinco anos, sem oportunidades de trabalho em seu país, milhares de jovens haitianos se mudaram para diversos países da América Latina, com destaque para Brasil e Chile, que têm processos de vistos menos complicados.

A migração também prossegue em direção aos Estados Unidos, principalmente na Flórida, e ao Canadá.

No fim do ano, o governo Donald Trump pretende acabar com o estatuto de proteção temporária concedido nos Estados Unidos a quase 60.000 haitianos após o terremoto de 2010, condição renovada anualmente desde então por razões humanitárias.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos