Combates contra jihadistas matam 35 policiais e soldados no Egito

Cairo, 21 Out 2017 (AFP) - Ao 35 policiais e soldados foram mortos em combates contra jihadistas no oásis de Bahariya, 370 km a sudoeste do Cairo, informaram nesta sexta-feira fontes médicas e de segurança.

O ministério do Interior confirmou o incidente, acrescentando que vários "terroristas" morreram nos confrontos, mas não informou o número de óbitos.

O pequeno grupo extremista Hasm reivindicou o ataque contra as forças de segurança em Bahariya, afirmando que matou 28 membros das forças da ordem e feriu outros 32.

Desde que as Forças Armadas destituíram, em 2013, o presidente Mohamed Mursi, ligado à Irmandade Muçulmana, os grupos extremistas têm multiplicado atentados contra militares e policiais.

As autoridades no Cairo lutam especialmente contra o braço egípcio do grupo jihadista Estado Islâmico (EI), autor de atentados no norte da Península do Sinai (leste do Egito).

Centenas de soldados e policiais morreram nestes ataques.

O Hasm reivindicou, a partir de 2016, vários atentados contra a polícia, dirigentes e magistrados no Egito.

str-bam/lr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos