Comandante da PM morre baleado na Zona Norte do Rio

Rio de Janeiro, 26 Out 2017 (AFP) - Um comandante da Polícia Militar (PM) do Rio de Janeiro foi morto a tiros nesta quinta-feira, convertendo-se no oficial de maior escalão, de um total de 112, a perder a vida em 2017 no estado.

O coronel Luiz Gustavo de Lima Teixeira, de 48 anos e 26 de serviço, estava ao lado de um colega quando "criminosos armados dispararam vários tiros em direção ao carro em que ocupava", informou a PM em comunicado.

O caso, definido na nota como uma "tentativa de assalto", ocorreu no final da manhã desta quinta no bairro do Méier, localizado na Zona Norte da cidade.

Lima Teixeira dirigia há mais de um ano o 3º Batalhão da Polícia Militar.

Ferido gravemente, o comandante chegou a ser atendido no Hospital Salgado Filho, onde faleceu. O cabo que dirigia o carro, também atingido pelos tiros, sobreviveu.

Segundo a imprensa local, os dois estavam em um veículo oficial, mas sem identificação, quando cruzaram com o carro do qual saíram vários indivíduos. Começou um tiroteio que deixou 17 marcas de bala no automóvel dos policiais.

O caso era definido pela mídia como um "atentado".

A morte de Teixeira eleva para 112 o número de policiais mortos ao longo do ano no Rio de Janeiro.

"Estamos nas ruas, somos vítimas de uma violência que atinge todos os cidadãos. Perdemos nossos bens e também nossas vidas. O Coronel Teixeira morreu lutando", afirmou o porta-voz da PM, Ivan Blaz, ao Jornal O Globo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos