PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Começa ataque ao último bastião do Estado Islâmico no Iraque

26/10/2017 05h59

Bagdá, 26 Out 2017 (AFP) - O primeiro-ministro iraquiano, Haider al-Abadi, anunciou na manhã desta quinta-feira o início do assalto aos últimos redutos do grupo Estado Islâmico (EI) no Iraque, as localidades de Al Qaim e Rawa, ao longo da fronteira com a Síria.

Em 2014, os jihadistas lançaram uma operação relâmpago e tomaram um terço do território do Iraque.

A partir de então, as tropas regulares de Bagdá e milícias paramilitares têm avançado e já recuperaram 90% do território controlado pelos jihadistas, que estão limitados a Al Qaim, Rawa e a zonas desérticas próximas.

"As legiões heroicas avançam para o último reduto dot terrorismo no Iraque para libertar Al Qaim e Rawa e as localidades e vilarejos próximos ao oeste de Al-Anbar", disse o primeiro-ministro.

"As pessoas do EI não têm outras opções: morrer ou a rendição", afirmou.

A operação acontece no momento em que as tropas de Bagdá permanecem mobilizadas para retomar territórios do Curdistão iraquiano.

Em poucos dias, os soldados retomaram quase todas as zonas disputadas com os curdos.

As autoridades curdas acusaram nesta quinta-feira as forças iraquianas de lançarem uma ofensiva contra seus combatentes na zona de fronteira com a Turquia.

"Às 06h00 (02H00 Brasília), as forças iraquianas e unidades de mobilização popular (paramilitares) ligadas ao Irã bombardearam com artilharia pesada os peshmergas no front de Zoummar e avançaram em direção a suas posições", afirma um comunicado da mais alta instância de defesa do governo da região autônoma do Curdistão iraquiano.

sbh-sk/lr/fp

Internacional