Polícia dispersa opositores que tentam bloquear eleições no Quênia

Nairóbi, 26 Out 2017 (AFP) - Distúrbios foram registrados nesta quinta-feira em várias cidades do Quênia entre as forças de segurança e simpatizantes da oposição que tentavam bloquear o acesso aos locais de votação para a eleição presidencial.

Em Kibera, nas proximidades de Nairóbi, a polícia usou gás lacrimogêneo e atirou para o alto para dispersar os manifestantes que tentavam bloquear o acesso aos locais de votação com barricadas.

Atos similares foram registrados em Kisumu, Migori (oeste), assim como no subúrbio de Mathare em Nairóbi, redutos do líder da oposição Raila Odinga, que convocou um boicote às eleições.

A eleição presidencial de agosto foi anulada depois que a Suprema Corte detectou "irregularidades" e uma gestão ruim da Comissão Eleitoral Independente (IEBC, na sigla em inglês).

Odinga, de 72 anos, três vezes derrotado nas eleições presidenciais (1997, 2007 e 2013), afirma que não há garantias na consulta, após a invalidação da reeleição de Uhuru Kenyatta em agosto, algo inédito no continente africano. Assim, em 10 de outubro Odinga anunciou que retirava sua candidatura.

Kenyatta, por sua vez, em um discurso televisivo fez um pedido de paz. "Mantenhamos a paz enquanto exercemos nosso direito constitucional".

bur-fal/cyb/es/erl/fp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos