Advogado belga de líder catalão diz que ele não voltará à Espanha

Haia, 1 Nov 2017 (AFP) - O advogado na Bélgica do presidente catalão destituído Carles Puigdemont afirmou que seu cliente não tem a intenção de retornar à Espanha porque "há muitas probabilidades de detenção".

Ao ser questionado se o cliente retornaria a seu país, o advogado belga especializado em direitos humanos Paul Bekaert disse que "pelo que me disse até agora is não acontecerá", em uma entrevista ao canal holandês NOS.

"Isto porque estamos esperando mais reações das autoridades espanholas para ver o que vai acontecer", completou Bekaert.

Puigdemont, ao lado de outros 13 integrantes de seu governo destituído pelas autoridades de Madri, foram convocados para depor na Audiência Nacional.

Na segunda-feira, o procurador-geral do Estado espanhol apresentou um processo contra eles, aceito pela Audiência Nacional, com acusações de rebelião e sedição, delitos que podem ser punidos com até 30 e 15 anos de prisão, respectivamente, por estimular um processo de secessão na Catalunha.

Mas Puigdemont, de 54 anos, decidiu viajar a Bruxelas, onde deu uma entrevista coletiva na terça-feira.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos