Ataque aéreo deixa quase 30 mortos no norte do Iêmen

Sana, 1 Nov 2017 (AFP) - Pelo menos 29 pessoas morreram, e 17 ficaram feridas em um ataque aéreo nesta quarta-feira (1º) na localidade de Sahar, no norte do Iêmen - anunciou uma autoridade dos serviços de Saúde dos rebeldes huthis.

A agência Saba responsabilizou a Força Aérea da Arábia Saudita pelo bombardeio. Riad intervém militarmente no Iêmen.

Segundo essa agência controlada pelos rebeldes huthis apoiados pelo Irã, teriam sido 21 mortos e nove feridos, todos civis.

A ofensiva foi lançada sobre um mercado popular em Sahar, uma das subprefeituras da província de Saada, bastião dos rebeldes huthis, segundo ambas as fontes.

Saba publicou a foto de corpos destroçados e carbonizados, que seriam das vítimas do bombardeio desta manhã.

Na guerra do Iêmen, as forças pró-governo enfrentam os rebeldes huthis, oriundos da minoria zaidita (braço do xiismo), muito presente no norte.

Em março de 2015, as forças pró-governo receberam o apoio de uma coalizão liderada pela Arábia Saudita, e os combates e os ataques aéreos não cessaram desde então.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), desde a intervenção da coalizão árabe, o conflito deixou mais de 8.650 mortos e pelo menos 58.600 feridos, entre eles vários civis.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos