Atriz canadense acusa Weinstein de agressão sexual

Ottawa, 1 Nov 2017 (AFP) - Uma atriz canadense abriu um processo nesta quarta-feira (1) contra o produtor de Hollywood, Harvey Weinstein, argumentado que no ano 2000 sofreu dois ataques sexuais em Toronto, disse seu advogado.

A mulher, identificada como "Jane Doe", também processa os estúdios Miramax e Barbara Schneeweiss, que trabalhava em Walt Disney e é acusada de "facilitar" os ataques, segundo o processo interposto à Corte Superior de Ontario e citada pelo jornal Toronto Star.

A atriz tenta obter um total de 11 milhões de dólares.

Nos documentos da corte, Doe disse que tinha cerca de vinte anos e que trabalhava em seu primeiro filme em Toronto quando Weinstein se aproximou no set de filmagem e disse que ela parecia uma estrela de cinema famosa.

Segundo a atriz, a assistente de Weinstein a convidou depois para ir a seu hotel a fim de "discutir sua carreira".

Sozinho com Doe, Weinstein teria lhe perguntado se ela havia gostado da mensagem, ao que ela respondeu que sim, mas acrescentou que o tema "não era apropriado para uma reunião de negócios".

Houve um "silêncio incômodo" e Weinstein a teria olhado fixamente, disse Doe à corte, acrescentando que o produtor a empurrou na cama, mostrando seu órgão sexual e dizendo que "ele havia feito as carreiras de várias atrizes famosas e que também poderia fazer a de Doe".

O produtor a teria obrigado a receber sexo oral segurando-as pelos punhos, antes que ela conseguisse se soltar e ir embora.

Nas horas seguintes, Doe disse que Weinstein deixou várias mensagens pedindo que ela voltasse para o hotel para que ele se desculpasse privadamente.

A atriz retornou "temerosa de que sua carreira no cinema, que apenas começava, pudesse ser destruída se ela não voltasse ao hotel para dar a Weinstein a chance de desculpar-se".

Mas assim que ela chegou "ele se jogou contra ela e colocou a língua na garganta" da mulher, antes que ela o empurrasse e fosse embora.

Mais de 80 mulheres, incluídas as estrelas Gwyneth Paltrow, Angelina Jolie e Mira Sorvino, acusaram Weinstein, de 60 anos, de assédio, abuso sexual e estupro, que ele nega.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos