Conselho de Segurança analisa crise da Venezuela na segunda-feira

Nações Unidas, Estados Unidos, 8 Nov 2017 (AFP) - O Conselho de Segurança das Nações Unidas realizará na próxima segunda-feira uma reunião informal para discutir a crescente crise na Venezuela, a pedido dos Estados Unidos, informaram nesta terça fontes diplomáticas.

Um dos oradores no Conselho será Luis Almagro, secretário-geral da Organização dos Estados Americanos e forte crítico do presidente venezuelano, Nicolás Maduro.

O chanceler argentino, Jorge Faurie, confirmou a reunião em uma conversa com jornalistas em Nova York, acrescentando que foram convidados para o evento representantes do Grupo de Lima, integrado por vários países latino-americanos e o Canadá, que pedem a intervenção da ONU na Venezuela.

"A Venezuela hoje enfrenta uma emergência alimentar e de saúde que precisa de resposta, e as Nações Unidas têm mecanismos" para enfrentar este tema, disse Faurie.

Segundo o funcionário argentino, o Grupo de Lima será representado pelos chanceleres de Peru e Canadá, Ricardo Luna e Chrystia Freeland.

O Grupo de Lima é integrado por Brasil, Argentina, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Guatemala, Honduras, México, Panamá, Paraguai e Peru.

O presidente argentino, Mauricio Macri, se reuniu nesta terça-feira com o secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, com quem tratou da crise.

"A Venezuela começou como uma preocupação e agora é uma dor para todos nós (...). As coisas estão piorando cada vez mais", declarou Macri em um almoço com investidores em Nova York. "Não vemos saída. As pessoas estão abandonando o país e acredito que isto faça parte do plano (de Nicolás Maduro) para se livrar dos líderes que querem recuperar a democracia".

cml-lbc/lr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos