Diretor de Paris-2024 não descarta e-Sports nos Jogos Olímpicos

Paris, 7 Nov 2017 (AFP) - "A porta não está fechada" para a entrada dos e-Sports, os jogos eletrônicos, nos Jogos Olímpicos, declarou nesta terça-feira o diretor-geral do comitê de organização das Olimpíadas de Paris-2024, Etienne Thobois, que mostrou cautela ao abordar o tema.

"O presidente do COI (Comitê Olímpico Internacional, Thomas Bach) falou sobre o tema, acredito que a porta não está fechada. Há um certo número de princípios e valores que precisam estar presentes para que o e-Sport possa entrar nos Jogos", afirmou Thobois, em conferência em Paris.

O dirigente diferenciou os jogos "ligados a uma atividade esportiva, como o (jogo de futebol eletrônico) Fifa, etc..." e os jogos de estratégia ou de guerra, "que hoje movimentam as maiores cifras", mas "que seriam um pouco mais complicados de entrar nos Jogos Olímpicos".

Em final de outubro, os representantes do movimento olímpico abriram uma brecha para o reconhecimento dos e-Sports, ao declarar que poderiam ser considerados "como uma atividade esportiva". O COI, porém, precisaria impor algumas condições, como a existência de uma entidade que possa reger a disciplina seguindo os valores olímpicos (antidoping, apostas...).

Os e-Sports são um mercado em plena expansão que deve gerar receitas de 1 bilhão de dólares até 2018, segundo o centro de pesquisa especializado Baird Equity Research.

"Não podemos estar fechados para nada, mas certamente não é uma decisão que possa ser tomada somente para Paris-2024", concluiu Thobois.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos