Trump chega à Coreia do Sul em meio à tensão com Pyongyang

Seul, 7 Nov 2017 (AFP) - Donald Trump chegou nesta terça-feira à Coreia do Sul, um dos aliados-chave dos Estados Unidos para deter o programa nuclear de Pyongyang, em mais uma etapa de seu giro pela Ásia.

O avião presidencial Air Force One pousou na base aérea de Osan, na região de Seul.

A visita acontece em meio à crescente tensão pelo programa nuclear da Coreia do Norte, e após Trump trocar insultos e ameaças com o líder norte-coreano, Kim Jong-Un, deixando a Coreia do Sul e seus 10 milhões de habitantes cada vez mais preocupados com um possível conflito.

O presidente chega à Coreia do Sul após três dias no Japão, onde garantiu o pleno apoio de Tóquio para sua estratégia com a Coreia do Norte de manter "todas as opções sobre a mesa".

"O programa norte-coreano é uma ameaça para o mundo civilizado e para a paz e a estabilidade internacionais", declarou em Tóquio.

"A era da paciência estratégica acabou", completou, ao lado de seu anfitrião, o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe.

A relação de Trump com o presidente sul-coreano, Moon Jae-In, não é tão próxima, o que traz preocupações de que a aliança que já dura décadas passe ao segundo plano, privilegiando o vínculo com Tóquio.

Ao mesmo tempo, Moon, cujo país está na linha de frente do eventual conflito, pede que qualquer ação militar na península coreana passe pelo consentimento de Seul.

Trump qualificou a estratégia de Moon como um "apaziguamento", comentário no Twitter que não caiu bem na Casa Azul, o Palácio Presidencial de Seul.

A primeira atividade de Trump na Coreia do Sul será visitar Camp Humphreys, a principal base e quartel-general dos 28.500 militares americanos estacionados no país, situada 90 km de Seul.

Em seguida, Trump se reunirá com Moon na Casa Azul, antes de participar de um jantar de Estado com música ao vivo, que incluirá artistas tradicionais e cantores pop.

Na quarta-feira, Trump falará ao Parlamento, mas não prevê visitar a Zona Desmilitarizada, que divide as duas Coreias, viagem qualificada de "clichê" por Washington.

A Coreia do Norte realizou seu sexto teste nuclear em setembro, e tem disparado mísseis capazes de atingir o território continental dos Estados Unidos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos