EUA e China anunciam acordos comerciais de US$ 253,4 bilhões durante visita de Trump

Pequim, 9 Nov 2017 (AFP) - O presidente americano Donald Trump e seu colega chinês, Xi Jinping, anunciaram nesta quinta-feira uma série de acordos comerciais por um valor total de 253,4 bilhões de dólares.

A série de acordos, em setores tão variados como energia, automotivo, aeronáutica, indústria alimentícia e eletrônica, foram assinados durante a reunião dos dois presidentes em Pequim.

Os acordos incluem os documentos assinados na quarta-feira, por um total de nove bilhões de dólares.

Alguns acordos assinados são apenas protocolos não vinculantes, mas os valores são gigantescos e entre os beneficiários estão grandes empresas como DowDuPont, Caterpillar, General Electric, Honeywell ou Qualcomm.

Trump, que durante a campanha prometeu reduzir o desequilíbrio da balança comercial com a China e acusou Pequim de "roubar"milhões de empregos dos Estados Unidos, celebrou os acordos.

"Temos um déficit comercial colossal com a China, as cifras são chocantes", disse Trump, antes de ressaltar a confiança de que as duas potências podem forjar um "futuro econômico em comum mais equitativo".

Nos 10 primeiros meses do ano, o déficit comercial americano com a China alcançou 223 bilhões de dólares.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos